3 ideias de como vestir peças vintage de maneira contemporânea

Olá desse lado,

Como prometido aqui está a minha primeira grande inovação no que diz respeito à forma como quero viver, inspirar e influenciar a minha paixão pela Moda. Respeitando cada vez mais quem eu sou, o que defendo e o que me orgulho de dividir contigo. 

Escolhi três artigos ainda disponíveis no @ladiscrete_vintage e eis o resultado!

Uma camisa florida dos anos 70, um padrão singular, uma peça forte que faz a diferença em qualquer guarda-roupa.

Um casaco de lã mohair, conforto, originalidade, requinte…o que pedir mais?! Tudo reunido numa peça fundamental para esta estação.

Aqui fui bem mais além do esperado, imagino eu, a camisa dos anos 70 com um padrão e corte excepcional combinado com um vestido ou camisa de dormir também usada.

Como podes ver é fácil inserir peças vintage ou de segunda mão no teu dia-a-dia, num estilo mais descontraído ou clássico, discreto ou ousado tudo é fácil de usar! O toque contemporâneo tu já o tens e o vintage traz o resto: cor, alegria, autenticidade.

De 0 a 10 qual é o teu grau de gratidão?

Se ainda não te questionaste sobre isso, está na hora de o fazer!

Hoje o dia começou com chuva e acabou com sol, porque estou a falar do tempo? Talvez porque a maneira como vivo cada novo dia mudou quer faça sol quer faça chuva, fico grata!

Há uns meses atrás, exactamente numa terça-feira, dia 24 de Setembro de 2019, data na qual escrevi este artigo, partilhei duas imagens do mesmo dia, à mesma hora mas com cenários completamente opostos, como podem ver…uma com o céu azul, sol algumas nuvens brancas e outra um céu encoberto e cinza.

                         

Qual preferes? Adivinho a tua resposta…o AZUL claro!

Eu aprecio ambos, aprendi a aceitar os dois e a vivê-los desse modo. CHUVA, sinto o cheiro da terra, o barulho das gotas que caem no chão, o incómodo da roupa molhada, a água no rosto. SOL recebo os raios bem quentes, a luz natural que me fortalece e aquece, o azul que me apazigua. Adapto-me facilmente e não desperdiço tempo a lamentar-me porque um parece mais agradável que o outro. Sol e chuva são essenciais, nós possuímos a roupa e acessórios adequados para as duas ocasiões, o que diferencia o nosso estado de humor é a visão que temos deles.

Consciente ou inconscientemente, associamos sol a positivo e chuva a negativo, ao invés de estar felizes e gratos por ter a oportunidade de viver cada uma dessas opções, ter a sorte de sair à rua e realizar o que queremos, dedicarmo-nos aos nossos objectivos.

A meteorologia foi apenas um exemplo para recordar que quando aprendemos a ser gratos por coisas tão simples, a vida torna-se mais harmoniosa e alegre. A gratidão começa por aí, o acto de agradecer, de reconhecer, já tinhas pensado nisso?

“Do not spoil what you have by desiring what you have not; remember that what you now have was once among the things you only hoped for.” (Epicurus)

Temos sempre tendência a reclamar por tudo e mais alguma coisa e esquecemo-nos de valorizar tudo o que temos de bom à nossa volta. Todas essas energias negativas transformam por completo o nosso quotidiano e o óptimo que é acordar e ter pela frente 24 horas durante as quais podes escolher o que fazer delas.

Ao mudar a nossa maneira de viver e agradecer por tudo o que temos, encaramos qualquer obstáculo com outra atitude e contribuímos para uma visão da vida mais sorridente e divertida.

Mais parece um discurso de uma pessoa com uma certa idade, mas não o é, tenho pena de não ter aplicado este conceito bem antes. Quanto mais grato és mais a vida flui e mais coisas boas atrais. Temos tudo, na maioria das vezes mais do que o necessário e ainda assim continuamos insatisfeitos logo mais infelizes.

Se não conseguires estar grato pelas coisas simples da vida, por mais que tenhas e possuas nunca vais estar satisfeito!

Nem tudo é perfeito na nossa existência, óbvio que não, mas faz parte da nossa caminhada, o segredo para superar e conseguir levar uma BOA vida, é o comportamento que adoptámos. Lembra-te aceitação é o antónimo de frustração, gratidão o sinónimo de boa disposição.

Quanto mais negativismo carregarmos mais da doçura da vida nos afastamos, sê grato e aprende a ver felicidade nas coisas imperfeitas.

“Há pessoas felizes e não têm NADA, há pessoas infelizes e têm TUDO!”

Agradeço sistematicamente tudo o que tenho, a saúde, minha e das pessoas de quem mais gosto estando perto ou longe, a possibilidade de correr atrás dos meus sonhos, os valores que defendo, onde dormir, o que comer, como me cuidar etc…tudo o resto são detalhes. Se já estou feliz com o que tenho, o extra só me pode trazer ainda mais felicidade. Se ao contrário, priorizasse o facto de ainda não ter o que desejo, iria vivendo constantemente na tristeza, depressão, desilusão, insatisfação.

Tudo é um ciclo, o que tu CRIAS é o que GERAS!

Gratidão dá-nos ânimo e força para se focar no essencial, preenche o nosso corpo de um sentimento BOM, bem-estar!

De 0 a 10, dou 8 e tu o quanto te sentes grato pela vida que tens?

VINTAGE CLIP EARRINGS

HELLO EVERYONE,

From now on, I will exclusively sell vintage pieces via INSTAGRAM

@ladiscrete_vintage

So stay tuned there! 

See you…

Vintage clip earrings – VERY GOOD CONDITION

Price: 30,00€ + shipping costs

CONTACT ME if you fell in love with it.

SAVE THE PLANET, BUY VINTAGE !

O que quer que faças, fá-lo com o coração!

Mais do que a ambição, vale a intenção.

(vê além do evidente…)

Conta as vezes que sentiste orgulho no que realizaste, não pelo reconhecimento, retorno financeiro ou outro mas sim pela causa em si! Este artigo vai de encontro ao que escrevi ultimamente o que ganhas ao deixar de te focar só em ti?, a diferença é que o ponto fundamental a desenvolver aqui não és TU mas sim as tuas ACÇÕES.

Dada a minha mudança de comportamento, gosto de escrever sobre estes temas porque se aconteceu comigo talvez também já o tenhas vivido, no caso de não ter surgido, esta é a boa altura para reflectir sobre o assunto.
Quando temos projectos, sonhos, objectivos… queremos alcançá-los, mas qual o verdadeiro propósito?

Eu não sei tu, mas quando tinha algo em vista pensava logo no resultado final e todas as etapas necessárias até ao seu desenlace ficavam em segundo plano, não me lembrava de que maneira isso poderia contribuir para um mundo melhor, apenas queria lá chegar. De novo inconscientemente!

Nada melhor que um bom exemplo para te ajudar a perceber o que me vai na mente! Se não estás convencido, lê o que se segue!

Como não é de admirar vou recorrer à Moda para ilustrar o que quero demonstrar. É curioso e surpreendente o quanto podemos melhorar enquanto seres humanos.

Sendo uma grande apaixonada de Moda, podia vivê-lo de forma mais comercial, inconsciente e não tão militante, ou seja, vestir e expor roupas focando-me no que quero para mim, pensar no FIM = atingir muito público sem olhar aos meios que estou a utilizar. Que tipo de roupa estou a vestir? Que imagem quero deixar? Que ideia da Moda quero transmitir? Qual é a minha responsabilidade?

Mas como em tudo o que tento concretizar na minha vida, não quero APENAS fazer por fazer, a ambição está lá, é uma ferramenta indispensável, que nos motiva e dá força para avançar, mas tem de ser moderada e questionada para que os nossos passos não sejam dados em vão.

Claro que quero influenciar muitas pessoas, óbvio que é gratificante atrair pessoas que se identifiquem comigo, com as minhas convicções e valores, evidente que quero ter um público gigante que adore ler o que escrevo, o que partilho, o que incentivo, ESSA É A MINHA AMBIÇÃO, mas mais forte ainda é a minha INTENÇÃO.

A minha função é convencer tantos quanto possível que consumir pode ser feito de outra forma mais consciente, mais amiga e benéfica entre outros pontos. Uso a área na qual me sinto feliz, para transmitir o melhor que posso às pessoas que me rodeiam, respeitando o que acho correcto, alertando para estratégias que acho pertinentes aplicar, aconselhando dentro do que me sinto capaz o melhor de mim para o bem dos outros.

Eu vou lá chegar sem dúvida, mas demore o tempo que demorar é desse modo que vai acontecer.

Empreender com sentido, dá outro sabor ao resultado!

Imagina se em cada uma das tuas actividades sentisses mais e pensasses menos? Faz apelo ao teu coração e não te limites à tua mente!

Seja qual for o desafio que abraçamos durante o nosso percurso pessoal, profissional…se colocarmos toda a nossa boa vontade, dedicação, INTENÇÃO, construímos assim um final feliz para ti, para os outros.

Mais do que ser relembrado por quem tu eras, sê recordado pelo que tu fizeras!

Uma pequena história:

Um casal quer construir a sua primeira casa, um lar, o investimento das suas vidas, pede então a um empresário da área para o fazer.

O constructor civil tem face a ele duas hipóteses, fá-lo porque pensa no FIM, ou seja no dinheiro que vai ganhar (tem a sua ambição: construir muitas casas para se tornar mais conhecido e ser um homem de negócios) ou então além disso coloca toda a sua boa vontade para o executar, mais do que o factor monetário vai ainda sentir a satisfação de ter contribuído para a felicidade daquele casal.

No fundo se pensarmos bem, o que acontece é que agimos frequentemente como máquinas, fomos formatados e temos capacidades para tal ou tal tarefa, executamo-la na perfeição, mas esquecemo-nos de sentir, de exibir com orgulho o nosso lado bom. Faz falta encarar mais momentos da nossa vida com o <3!

Porque pensar nos OUTROS faz de nós pessoas melhores, mais RICAS, não tenhamos receio de o fazer.

O que damos de coração recebemo-lo a DOBRAR!

Espero que esta fiada de frases tenha feito o seu efeito, era esse o meu grande desejo!

Se assim o foi, fico FELIZ, por TI e por mim.

Quando foi a tua última vez em que pensaste com o coração?

P.S: Sendo este o meu primeiro artigo do ano, aproveito para te desejar um feliz 2020 vivido com mais SENTIDO e consciência. 

Pin It on Pinterest